Jogos Para Família

15 Estratégias Para Ajudar Seu filho a Desenvolver o Pensamento Positivo

Publicado por Jogos Para Família · Categoria Educação · 16/05/2017 14:11 · 5 Visualizações


Todos nós ouvimos falar sobre a importância do pensamento positivo. É fato que a atitude otimista estimula a ação positiva. E quando encorajamos nossos filhos a ter uma abordagem otimista da vida, damos a eles a chave para uma vida mais saudável, mais feliz e produtiva.

 
Embora a genética influencie no temperamento e na atitude da criança, tanto a neurociência quanto a psicologia positiva demonstram que podemos ajudar nossos filhos a moldar o próprio cérebro para aprender a assimilar o lado positivo de tudo com mais frequência.

Crianças positivas se tornam adultos mais realizados e, como pais, podemos desempenhar um papel significativo na formação da mentalidade de nossos filhos.
 
 
Características  das Crianças que Alimentam o Pensamento Negativo
 
Existem alguns padrões de comportamento que podem nos ajudar a identificar uma criança com a mente tomada pelo pensamento negativo: 

  • Ela subestima seus pontos fortes e é excessivamente autocrítica ou perfeccionista
  • Espera o pior em qualquer situação e desiste rapidamente diante da frustração
  • Tem muito medo de tentar coisas novas, porque não quer se arriscar a errar 
  • Vê problemas e falhas em cada nova situação, em vez das possibilidades ou do potencial positivo  

Abaixo você encontrará as principais orientações de especialistas para ajudar seu filho a silenciar os pensamentos negativos e substitui-los por pensamentos positivos. Importantes dicas para ajudar você a fazer seu filho pensar de forma positiva e agir de forma otimista - mesmo na cultura pessimista dos dias atuais.
 
15 Estratégias Para Ajudar Seu Filho a Desenvolver e Fortalecer a Positividade

 
1. Ensine Seu Filho a Praticar a Observação e Substituição do Pensamento
 
Incentive seu filho a policiar os pensamentos de "coisas ruins". Diga que ele deve agir  como um verdadeiro detetive do pensamento!  Ajude seu filho a aprender a detectar o próprio monólogo interno negativo. Explique para ele que a única forma de tranquilizar a mente é primeiro aprender a detectar o pensamento ruim, e aí colocar toda atenção para substituir  o pensamento ruim por outros pensamentos que tragam bons sentimentos.
 
Também fique atento para a conversa negativa de seu filho. As crianças muitas vezes expressam em voz alta os pensamentos negativos que elas constantemente repetem em silêncio para si mesmas. Fique atento e ajude-as no processo de substituição.
 
Por exemplo, se seu filho disser algo como "Eu sou muito ruim em matemática! Eu nunca vou passar na prova... ", ajude-o a substituir essa declaração negativa por outro padrão de pensamento, como: "Eu posso estar tendo dificuldades em entender matemática, mas vou continuar tentando e vou pedir mais ajuda para meu professor, meus amigos, e eu vou conseguir! "
 
Siga esse modelo de substituição para qualquer caso.
 

2. Reverta as explicações negativas do seu filho quanto à adversidade
 
Mesmo para os mais otimistas, claro que as coisas nem sempre saem bem. O que importa mesmo nem é a situação indesejável, é como nós lidamos com ela.
 
Ajude a criança a passar de avaliações pessoais negativas, que são contraprodutivas,  para avaliações  focadas em soluções, que são produtivas.
 
Por exemplo, "Eu me dei mal no teste porque eu sou burra e eu nunca vou ser boa em português" é uma declaração negativa, mas "Eu me dei mal porque eu não entendi bem a matéria e preciso estudar mais" permite o enfrentamento ativo. 
 
Para ajudar o seu filho a fazer a mudança, faça perguntas orientadoras, como "Que outras razões e soluções você pode encontrar?"  e  "O que você acha que pode fazer diferente na próxima vez?" 
 

3. Dê o Exemplo da Expectativa Otimista
 
De vez em quando converse com o seu filho durante o café, ou no caminho para escola,  sobre o que vai acontecer no seu dia. Talvez você tenha uma reunião importante ou vá começar alguma atividade nova. Compartilhe sua excitação com seu filho. Diga: "Eu terei a chance de apresentar minhas idéias" ou "Talvez eu faça um novo amigo". 
 
Não tenha medo de mencionar eventos que o preocupam, mas concentre-se em demonstrar soluções potenciais ao invés de medo ou nervosismo.  Incentive seu filho a manter o mesmo tipo de conversa com você.


4. Lembre Seus Filhos Que Ser Positivo ou Negativo Sobre Algo na Vida é Uma Questão de Escolha
 
Ensine seu filho que ficar repetindo pensamentos negativos dentro da  cabeça não serve para nada, apenas para deixá-lo infeliz.  Explique bem, e ressalte sempre que possível, que ele tem o poder de escolher o pensamento  que quer alimentar. 
 
Pesquisas comprovam que ficar alimentando pensamentos negativos “ treina” o cérebro, e a criança fica com maior tendência a ter pensamentos negativos no futuro.
 
Assim como pensar repetidamente em coisas ruins abre o caminho do cérebro para pensamentos negativos, o oposto também é válido:  você pode treinar seu cérebro para fortalecer as conexões com o positivo. Para isso, ensine seu filho a regularmente:
 
Observar que a mente está focada em pensamentos negativos
+
Redirecionar a atenção para algo positivo 
 

5. Incentive Seus Filhos a Conversar Com Você Regularmente Sobre Realizações e Decepções
 
Quando seu filho tiver alguma decepção, faça com que ele reflita sobre as lições que ele pode tirar da experiência, para evitar que a mesma coisa aconteça no futuro.
 
Elogie a criança por ela mostrar a maturidade de reconhecer que a decepção pode ser uma ótima ferramenta para o aprendizado. Da mesma forme, estimule-a regularmente a reconhecer suas realizações, que podem ser pequenas coisas do dia a dia. O importante é ensiná-la desde cedo a valorizar os resultados positivos dos próprios esforços.
 

6. O Sucesso do Dia

Todo dia à noite, depois do jantar,  peça que seu filho diga qual foi o "Sucesso do Dia”. O sucesso pode ser uma conversa interessante que teve com alguém, uma realização na escola,  uma situação em que ele ajudou alguém, algo que ele fez e se sentiu orgulhoso, etc...
 
O importante aqui é ajudá-lo a se concentrar em realizações em vez das  falhas. Quando ajudamos nossos filhos a esperar pelo sucesso, procurar o sucesso e comemorar o sucesso, eles de um certo modo sentem-se mais familiarizados com o sucesso, e ganham mais autoconfiança.
 
É claro que as crianças precisam aprender com seus erros e fracassos, mas devemos ajudá-los a não se debruçar sobre eles.


7. Forneça a Seus Filhos Muita Afeição
 
Amamos nossos filhos, mas quantas vezes perdemos a chance de expressar isso   devidamente na correria do dia a dia. Use palavras gentis para conversas triviais, abrace, beije, corra atrás, brinque e ria muito com seu filho!
 

8. Crie Um Ambiente Positivo na Sua Casa
 
Assista a filmes engraçados com seus filhos, brinque com jogos animados,  conte piadas e histórias divertidas!
 
Todo dia  peça a eles para contar uma coisa engraçada que aconteceu na escola ( eles começarão a dar mais atenção a esses eventos). Explique a seus filhos que apenas sorrir e dar gargalhadas pode ajudar a mudar a química do  cérebro e fazer com que eles se sintam relaxados  e felizes.
 

9. Ensine Seu Filho a Brincar com Jogos que Fortalecem o Pensamento Positivo
 
Uma maneira simples e efetiva de conversar com as crianças sobre o pensamento positivo é por meio de jogos e brincadeiras. Quando estão brincando e se divertindo, as crianças ampliam o poder de assimilação de novos conceitos e ideias. 
 
O jogo é uma ferramenta poderosa para ajudar crianças a ganhar insights sobre os benefícios da atitude positiva. Existem muitos jogos e brincadeiras de pensamento positivo que ajudarão seus filhos a melhorar  seus padrões de pensamento sem muito esforço.
 

10. Ajude Seu Filho a Criar Frases Positivas com Teor Motivacional
 
Ajude o seu filho a criar frases que o motive em tempos difíceis. Está com problemas em história? :   “ Eu vou melhorar em história, eu vou conseguir tirar uma nota boa em história.” 
 
Estimule o seu filho a repetir as frases escolhidas (conforme cada necessidade)  com bastante determinação, acreditando mesmo que vai conseguir! Essa é uma das bases da programação neurolinguística. 
 
Injete algum humor e diga a frase junto com seu filho. Faça isso dançando, indo para escola, ou enquanto ele estiver entrando para o banho. Leve a ideia a sério e ao mesmo tempo brinque com ela, dando leveza a situação. Vocês vão acabar rindo juntos,  e você estará mostrando ao seu filho que está  junto com ele para o que der e vier! O claro apoio dos pais aumenta muito os níveis de otimismo e autoconfiança da criança.

 
11. Ajude Seu Filho a Tentar Coisas Novas
 
Experimentar coisas novas, mesmo as mais assustadoras, vai aumentar a autoconfiança do seu filho, ao mesmo tempo que minimizará o medo do novo e do desconhecido. Leve seu filho para algum parque que nunca foram antes, dê a ele comida chinesa  para o jantar!
 
Use esses ganchos para conversar com a criança sobre os benefícios de estar aberto para novas experiências. Se a comida estiver deliciosa,  ou o novo parque for menos divertido do que o antigo, ajude-a a se concentrar no que ela aprendeu com a experiência do novo. 

 
12. Para Aumentar a Autoconfiança do Seu Filho, Reforce a Ideia de Que Ele Pode Aprender Qualquer Coisa Que Queira
 
As habilidades das crianças se desenvolvem de forma crescente, desde que estimuladas. Ajude seu filho a aumentar sua habilidade em  atividades que ele se interessa. Você pode, por exemplo, incentivar seu filho que gosta de desenhar a fazer aula de desenho . A meta é ajudar a criança a desenvolver uma capacidade latente. 
 
Quando as crianças sentem que os pais observam e apoiam atividades que eles gostam, isso faz com que a positividade aumente muito  nas suas mentes. Fortaleça no seu filho a ideia de que é muito importante ele descobrir suas áreas de interesse, e reforce a certeza de que ele tem capacidade de aprender a fazer bem qualquer coisa que ele tenha verdadeiro interesse. 
 
E quem sabe o hobby incentivado não vai ajudá-lo na escolha da profissão futura? Vale lembrar que o sucesso na vida é quando descobrimos cedo o que amamos, conseguimos trabalhar com o que amamos, e temos reconhecimento financeiro fazendo o que amamos.
 

13. Foco na Melhoria Contínua
 
Os otimistas sabem que melhorar não é um ato, é um processo. Incentive seu filho a entender isso bem. Adote essa abordagem comentando sobre sua melhora contínua,  e não apenas o resultado final. Diga "Hoje você andou de patins melhor do que ontem!" ou "Sua ortografia realmente está melhorando muito desde que você começou a se dedicar a ela".
 
Utilize esse padrão de elogio para qualquer coisa que o seu filho esteja se dedicando - e melhorando!


14. “Você é o que você pensa." 
 
Essa citação de Buda é extremamente importante para uma criança - aliás, para todos nós! Quanto mais nos damos conta de que tudo o que pensamos se reflete na nossa própria vida, maior controle passamos a ter sobre nossos pensamentos e nossos desejos. 
 
O pensamento humano tem um poder enorme de criação. Se pensamos que podemos, podemos. Se pensamos que nunca vamos conseguir, nunca vamos conseguir. Nós criamos nossas vidas a partir do que pensamos. Quanto mais cedo uma criança aprender isso, maior será o benefício desse ensinamento para toda a sua vida.
 

15. Observe Seus Próprios Pensamentos e Atitudes
 
Será difícil ensinar o seu filho a ver as coisas a partir de uma perspectiva positiva se você mesmo não consegue fazer isso. Ou pior, se você mesmo é cético em relação ao seu filho: "Ele é assim mesmo, ele nunca vai aprender a lidar bem com as coisas. Ele nunca vai conseguir." 
 
Se você acha que precisa melhorar a sua própria positividade, use estas estratégias para você mesmo. Você sentirá como isso irá ajudá-lo a ver as coisas com mais clareza, e a se relacionar  melhor com o seu filho. Todos ganham,  todos irão se beneficiar. 
 
O nome desse trabalho conjunto de desenvolvimento pessoal é otimismo interacional - um esforço coletivo de duas pessoas, no caso você e seu filho. Se você for confiante sobre a capacidade do seu filho de pensar com mais otimismo e positividade,  você estará criando as condições que farão com que isso realmente aconteça.
 
 ----

Queridos pais, sabemos que todo processo educativo nos exige paciência e dedicação. Implementar novos hábitos no dia a dia é um pouco difícil no início, e leva algum tempo. Mas a nossa perseverança em ajudar nossos filhos a desenvolver uma atitude positiva vai contribuir consideravelmente para o bem-estar emocional deles, e sucesso na vida. Um abraço a todos!